sexta-feira, 23 de outubro de 2020

80 anos de Pelé



 

Em um certo dia de minha adolescência estive frente a frente com Pelé, toquei-lhe o ombro esquerdo, mas não consegui dizer uma palavra.

            Aconteceu em Guaratinguetá, numa comemoração da qual não tenho a menor lembrança. Uma partida de futebol beneficente? Algum evento municipal? Jogo de campeonato paulista não era. 

            De repente, lá estava eu no gramado, ao lado de muita gente desconhecida. (Não me lembro de meu pai estar comigo ou mesmo estar em companhia de um amigo.)

            Porém, me lembro como se fosse hoje, passados mais de 60 anos, eu frente a frente com Pelé, a tocar-lhe o ombro esquerdo, como se fosse um sonho. Apenas sorri, extasiado diante de um deus. 

quinta-feira, 22 de outubro de 2020

Mensagem poderosa

 


Pela primeira vez em sua história, a revista Time troca sua marca na capa pela palavra VOTE. Uma sacada de gênio!

Girl with goat

Meus quadros favoritos 


Clarence Alphonse Gagnon (1881-1942)

 

Pintor, desenhista, gravador e ilustrador franco-canadense da província de Quebec. Ele é conhecido por suas pinturas de paisagens dos Laurentianos e da região de Charlevoix, no leste de Quebec. 

 

https://en.wikipedia.org/wiki/Clarence_Gagnon

 

em algum lugar de minha juventude

 

em algum lugar de minha juventude

tempo em que acreditava em Deus

li em Saint-Exupéry 

“é melhor descascar batatas pelo amor de Deus

que edificar catedrais”

 

chegada a velhice

açoitado pela doença e pela peste 

tempo em que não mais acredito em Deus

Saint-Exupéry ainda vem em meu auxílio

 

na cozinha de minha casa

descasco batatas de verdade

coloco-as para cozinhar

tempero com alho cebola pimenta

à espera da companheira

 

quando ela chega o almoço está pronto

ganho elogios pelas batatas

penso que é melhor descascar batatas

pelo amor à vida que me resta

 

terça-feira, 20 de outubro de 2020

Artesania

 

Era moça bondosa. 

Por isso se admirou muito quando ficou sabendo 

                               [que havia a palavra artesania. 

Falou artesania, em voz alta.
Ouviu então uma profusão de violinos. 

Ouviu o sereno da noite,
seu próprio medo de não existir,
o gosto de um fruto exótico,
a sede,
a fome,
a deselegância dos cotovelos,
as euforias da primavera.
Ouviu a própria ovulação, no âmago,
a cor dos olhos,
bem como as tentações de cada entardecer, 

os desejos, os desejos.

Gostou tanto que botou nome na sua

                                           [gatinha: Artesania. 

A gatinha apreciou deveras e passou 

                                           [a miar poesia. 



                                 Paulo Sergio Viana

                                 In Esmo, 2020

 

Muita neve em Forest Hill

Galeria de Família 


Ciça e Paula

no pequeno jardim (?) em frente a nossa casa

em Londres, Forest Hill, 1986 (?)

Onde estará o André?

Galeria de Família 


Fotografia onde aparecem apenas os acadêmicos homens

em algum momento do curdo de Medicina

na UERJ, antiga UEG, anos 60

A visita

Meus quadros favoritos 

 

Silvestro Lega (1826-1895)


Galeria Nacional de Arte Moderna, Roma

Pertencente ao grupo Macchiaioli

segunda-feira, 19 de outubro de 2020

Floresta escura


 

Em certa manhã de primavera, ao despertar, olho pela janela de meu quarto e vejo tenebrosa floresta escura em meio a qual estou completamente perdido, só triste abandonado desprotegido vulnerável fraco indefeso incapaz de enfrentar os perigos e ameaças que a floresta esconde. Caminho caminho caminho, me ferem espinhos capins-lâminas cortantes aranhas cobras pestilências e terror, e não consigo encontrar o caminho de volta. Que caminho será esse? Voltar para onde? Para quem?

De repente uma orquestra invisível começa a tocar o concerto n.1 para piano de Shostakovich, o que faz multiplicar minha angústia, me atordoa, me confunde ainda mais. Tapo os ouvidos com minhas mãos espalmadas. A orquestra toca mais  alto. Onde estou? 

Acordo em sobressalto. Tudo eram restos de um sonho que  ainda não havia terminado, e a floresta é apenas o belo quintal de minha casa, visto pela janela de meu quarto, em um amanhecer de primavera.  




sábado, 17 de outubro de 2020

Expressionismo alemão

Meus quadros favoritos 



Três quadros de Karl Schmidt-Rottluff

Considerado dos mais importantes representantes do Expressionismo alemão (1884-1976).